sábado, 27 de fevereiro de 2010

27 de fevereiro - Dia nacional do livro didático

O livro constitui um dos mais importantes suporte pedagógico no trabalho do professor, portanto, um considerável investimento da sociedade na educação pública. O professor é quem vai escolher. A escolha do livro é muito importante. Nesse momento o professor deverá garantir o melhor material para atingir os objetivos propostos no projeto padagógico da escola. Esta escolha deve ser feita pelos professores, reunidos por série e disciplina, através da análise, discussão e avaliação das obras apresentadas pelo guia, numa conversa baseada em tópicos e critérios estabelecidos de comum acordo.

Alguns fatos históricos ocorridos neste dia:

1767 - Jesuítas são expulsos da Espanha.
1900 - Fundado o Partido Trabalhista britânico.
1907 - Rui Barbosa é convidado para representar o Brasil em Haia.
1918 - Leon Trotsky cria o Exército Vermelho soviético.
1933 - Incêndio destrói o Parlamento Alemão. Os nazistas culpam os comunistas e usam o fato como desculpa para suspender liberdades civis.
1952 - Organização das Nações Unidas (ONU) se reúne pela primeira vez em sua sede atual.
1970 - O presidente Emílio Garrastazu Médici anuncia que não revogará o AI 5.
1974 - A Suécia aprova sua nova constituição e o rei passa a exercer um cargo figurativo.
1977 - Diego Maradona joga pela primeira vez pela Seleção Argentina.
1982 - Wayne B. Williams é condenado pelo assassinato de 28 jovens negros, cujos corpos foram encontrados nos arredores de Atlanta (EUA) num período de 22 meses.
1990 - Nelson Mandela chega a Zâmbia, em sua primeira viagem internacional depois de ter ficado preso por 27 anos.
1992 - Uma bomba explode em uma estação de trem de Londres ferindo 28 pessoas. O IRA é acusado pelo ataque.
1995 - Começa o julgamento de Salvatore Toto Rina sob acusações de cumplicidade em 48 assassinatos na Sicília.
1997 - A Irlanda legaliza o divórcio.
1998 - Os EUA encerram o embargo de 35 anos contra a África do Sul.
2003 - O presidente Lula envia 3 mil militares para garantirem a segurança durante o carnaval no Rio de Janeiro.
2004 - Shoko Asahara, líder da seita acusada do atentado com gás sarin no metrô de Tóquio em 20 de março de 1995, é condenado à morte. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário